Brasil

É ‘direito’ do presidente vetar reajustes para servidor público, diz Alcolumbre

O presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou nesta quinta-feira, 7, que é “um direito” do presidente Jair Bolsonaro vetar a possibilidade de algumas categorias de servidores públicos receberem reajustes salariais nos próximos 18 meses. Perguntado sobre a fala de Bolsonaro, Alcolumbre não se alongou sobre o assunto. Apesar de ter dado aval para […]

Agência Estado Publicado em 07/05/2020, às 16h25 - Atualizado às 16h27

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente Jair Bolsonaro, durante entrega do Plano mais Brasil – Transformação do Estado ao presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre
O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente Jair Bolsonaro, durante entrega do Plano mais Brasil – Transformação do Estado ao presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre - O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente Jair Bolsonaro, durante entrega do Plano mais Brasil – Transformação do Estado ao presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre

O presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou nesta quinta-feira, 7, que é “um direito” do presidente Jair Bolsonaro vetar a possibilidade de algumas categorias de servidores públicos receberem reajustes salariais nos próximos 18 meses.

Perguntado sobre a fala de Bolsonaro, Alcolumbre não se alongou sobre o assunto. Apesar de ter dado aval para ampliar os grupos que podem ter reajustes, o presidente voltou atrás e afirmou nesta quinta-feira que segue “a cartilha de (ministro) Paulo Guedes na economia”. “Se ele acha que deve vetar, assim será feito”, disse, ao lado do ministro da Economia.

A alteração do texto tinha sido interpretada como derrota para equipe econômica, que defende o congelamento dos salários.

Jornal Midiamax