Desmentido por reportagem, Bolsonaro apaga notícia “fake” sobre desabastecimento

Presidente havia publicado vídeo de apoiador reclamando sobre desabastecimento do Ceasa, em MG, mas atividades continuam normais

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apagou hoje uma notícia falsa, publicada em sua conta no Twitter, sobre desabastecimento no Ceasa de Belo Horizonte, após uma reportagem da Rádio CBN constatar que as atividades seguem normais no local.

Mais cedo, o presidente havia usado o Twitter para atacar governadores e prefeitos que adotaram medidas de isolamento. Ele publicou um vídeo em que um trabalhador relata que estandes da Ceasa de Belo Horizonte, em Minas Gerais, estão vazios, mas isso não é verdade, segundo a CBN. O material teria sido gravado no sábado, dia de pouco movimento no local.

Nesta quarta-feira, a reportagem da CBN constatou que a central está plenamente abastecida. Segundo os produtores da Ceasa, as atividades estão normais e não existe risco de falta de produtos. A direção ressaltou ainda que não há risco de desabastecimento na cidade, nem no estado, pelo contrário: há, inclusive, produtos em excesso por causa da baixa procura em meio à pandemia do novo coronavírus. Alguns comerciantes relatam melhora nas vendas.

No vídeo publicado hoje pelo presidente, um de seus apoiadores elogiava o presidente e criticava o isolamento adotado por alguns estados e municípios como medida para conter o avanço do covid-19. Em texto, o presidente escreveu que “não é um desentendimento entre o presidente e alguns governadores e prefeitos”, são “fatos que devem ser mostrados”. E acrescenta que “depois da destruição, não interessa mostrar culpados”.

Desmentido por reportagem, Bolsonaro apaga notícia "fake" sobre desabastecimento
Mais notícias