Desembargadores que julgarão o impeachment de Witzel são escolhidos

Cinco deputados que completarão Tribunal Misto serão escolhidos amanhã

Por meio de sorteio, o TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) escolheu os nomes dos cinco desembargadores que julgarão o processo de impeachment do governador do Rio de Janeiro , nesta segunda-feira (28). Nesta terça-feira (29) serão escolhidos, pela Alerj, os cinco deputados que completarão o Tribunal Misto.

Os escolhidos foram os desembargadores Teresa Castro Neves, José Carlos Maldonado de Carvalho, Maria da Glória Bandeira de Mello, Fernando Foch e Inês da Trindade Chaves de Melo.

Caso a maioria simples dos dez membros aceite a denúncia, Witzel será afastado por mais 180 dias. Se isso acontecer, ele será “duplamente afastado”, uma vez que o STJ (Supremo Tribunal de Justiça) já o distanciou do cargo por seis meses.

Para cassar o mandato de Witzel, são necessários sete votos do Tribunal Misto. Entretanto, isso poderá ocorrer apenas após a fase de recurso e argumentações jurídicas. O governador afastado terá seis meses para apresentar a defesa.

O que disse Witzel

Através de um post em suas redes sociais, ele se pronunciou na última quinta-feira (24) dizendo que “a Alerj foi pressionada pelas redes sociais e cometeu um grande erro, cuja História irá comprovar”.

Ainda segundo ele, os deputados foram “omissos” e, caso seja comprovado que ele tem envolvimento com organizações criminosas que operaram em esquemas de corrupção durante seu mandato, ele “não é o único responsável”.

“Se as máfias continuaram atuando no estado do Rio de Janeiro, não é só a minha omissão que deve ser considerada, mas de todos nós. Por aí dizem: ‘Governador, renuncie’. Então vamos fazer o seguinte: renunciamos todos e fazemos eleição para deputado e para governador”, disse Witzel.

(Com informações do UOL Conteúdo).

Desembargadores que julgarão o impeachment de Witzel são escolhidos
Mais notícias