Dario Messer renuncia a 1 bilhão de reais em delação histórica

O valor equivale a 99% dos bens de Messer

Dario Messer, ou o “doleiro dos doleiros” como é conhecido, preso no âmbito da renunciou a uma fortuna de R$ 1 bilhão, valor que equivale a 99% de seu patrimônio. Esse é maior acordo de delação premiada da história da Justiça brasileira.

De acordo com reportagem da agência O Globo, publicada no portal IG, Messer abriu mão de 81 imóveis no Paraguai, incluindo sete fazendas, um apartamento em Nova York, avaliado em US$ 5 milhões e quadros do pintor Di Cavalcanti, esses o MPF (Ministério Público Federal) deseja que sejam doados a um museu.

Um apartamento duplex de Messer, localizado na Zona Sul do Rio de Janeiro, deve ir a leilão, além de outros seis imóveis, na Zona Oeste da mesma cidade.

Conforme a publicação, R$ 700 milhões do patrimônio de Messer estão no Paraguai, onde ele também possui automóveis e gado. O MPF deverá entrar com um pedido de cooperação junto ao país, que faz divisa com o Brasil, para ter acesso aos bens.

Não parando por aí, o ‘doleiro dos doleiros’ possui uma conta nas Bahamas com US$ 12 milhões.

Prisão

Dario Messer é réu em processos no âmbito da , conhecido como o ‘doleiro dos doleiros’, ele é responsável pela movimentação de R$ 8 bilhões em esquemas de lavagem de dinheiro.

Messer foi preso em julho de 2019 após ficar 14 meses foragido. Hoje p réu está em prisão domiciliar e faz o uso de tornozeleira eletrônica. Os termos negociados na delação incluem o cumprimento de uma pena de 18 anos e nove meses de prisão e a renúncia de 99% de seus bens, que equivale a R$ 1 bilhão.

Dario Messer renuncia a 1 bilhão de reais em delação histórica
Mais notícias