Nelsinho Trad levará carta de Bolsonaro pedindo perdão a brasileiro preso na Rússia

Robson entrou com medicamento proibido no país e está preso desde março de 2019

Na próxima segunda-feira (26), o senador Nelsinho Trad (PSD) viajará à Russia para uma agenda que inclui a entrega de uma carta assinada pelo presidente Jair Bolsonaro pedindo o perdão do brasileiro Robson, que está preso desde março de 2019 depois entrar no país com um remédio considerado proibido.

A comitiva brasileira deve ficar na Rússia por uma semana. Robson foi preso depois de entrar com Mytedom – cloridato de metadona – sendo proibido no país. Na época ele alegou que o remédio, que é legalizado no Brasil, era para o sogro de Fernando e estava em bagagem destinada à família do atleta. Robson havia sido contratado para ser motorista da família de Fernando – jogador do Spartak Moscou.

Segundo o Portal UOL, no início do mês, Fernando divulgou nas redes sociais que havia conversado com o presidente Bolsonaro sobre a situação de Robson. “O presidente reforçou que se trata de uma questão diplomática muito complicada, mas que vai tentar ajudar da melhor forma possível”, escreveu. Ele se defendeu das críticas, dizendo que seu lado da história foi distorcido.

“É mentira quando dizem que eu não estou fazendo nada para ajudar o Robson. Desde o começo do processo, eu arco com os custos do advogado dele na Rússia e ainda pago para que o advogado brasileiro possa viajar ao país, mesmo não podendo exercer sua função na esfera internacional. Além disso, mandamos dinheiro para o Robson na prisão para que ele compre itens necessários no seu dia a dia”.

Uma campanha em favor do motorista mobilizou as redes sociais, envolvendo anônimos, personalidades e jogadores, como Richarlison, do Éverton e da seleção brasileira. Robson responderá por tentativa de tráfico e contrabando, com pena mínima de 15 anos.

Nelsinho Trad levará carta de Bolsonaro pedindo perdão a brasileiro preso na Rússia
Mais notícias