Bolsonaro vai a Montevidéu no domingo para posse do novo presidente do Uruguai

O presidente Jair Bolsonaro tem viagem marcada para a manhã do domingo (1º) para Montevidéu, onde participará à tarde da posse do novo presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou. A previsão é que o presidente retorne a Brasília no fim do dia.

Eleito pelo Partido Nacional, de centro-direita, Lacalle Pou encerra o ciclo de 15 anos de governo no da coalizão de esquerda Frente Ampla, com dois mandatos de Tabaré Vázquez e um de Pepe Mujica.

De acordo com o secretário de Negociações Bilaterais e Regionais nas Américas, embaixador Pedro Miguel da Costa e Silva, a posse de Lacalle Pou inaugura uma nova era nas relações diplomáticas entre Brasil e Uruguai. Ele falou com a imprensa durante uma apresentação no Palácio do Itamaraty, nesta sexta-feira (28), sobre a viagem de Bolsonaro.

“Essa visita, além do caráter protocolar, tem um simbolismo que inaugura, inicia uma nova etapa da relação com o Uruguai. Ficou claro, com o contato dos presidentes e durante a visita do futuro chanceler a Brasília, uma grande sintonia. Não só na agenda bilateral, como na agenda regional”, afirmou Costa e Silva.

O secretário disse ainda que a expectativa do governo brasileiro é que o novo presidente realize uma mudança na postura internacional do Uruguai em temas políticos da América do Sul, como a crise da Venezuela. Até então, o governo uruguaio não vinha adotando o mesmo tom crítico que o Brasil em relação à gestão do presidente venezuelano Nicolás Maduro.

“O elemento novo vai ser uma maior sintonia, uma maior possibilidade de trabalhar juntos nos temas regionais. Já recebemos indicações que haverá mudanças de posições em relação a temas centrais para o Brasil na agenda regional, como Venezuela e Bolívia. Eu imagino que isso terá impacto na atuação do Uruguai na OEA (Organização dos Estados Americanos)”, afirmou Costa e Silva.

De acordo o secretário, não está prevista nenhuma reunião bilateral do presidente brasileiro com outros chefes de Estado em Montevidéu. Ele adiantou que, entre os temas que serão tratados pelos dois países nos próximos anos, se destacarão o trabalho conjunto na região de fronteira, segurança, prestação de serviços públicos compartilhados e infraestrutura.

Ainda de acordo com Costa e Silva, Lacalle Pou deve visitar o Brasil no primeiro semestre de 2020. A proximidade entre Pou e Bolsonaro vêm desde as eleições uruguaias. O secretário lembrou que o presidente Bolsonaro foi o primeiro mandatário a cumprimentar o presidente eleito do Uruguai e a confirmar presença na posse.

Bolsonaro vai a Montevidéu no domingo para posse do novo presidente do Uruguai
Mais notícias