Bolsonaro minimiza crítica de Trump e diz: ‘meu amigo, meu irmão’

O presidente Jair Bolsonaro minimizou, na noite desta sexta-feira (05), as críticas feitas pelo presidente americano Donald Trump. O Brasil foi citado como mau exemplo de combate a pandemia do novo coronavírus.

“Se você olhar para o Brasil, eles estão passando por dificuldades. A propósito, eles estão seguindo o exemplo da Suécia. A Suécia está passando por um momento terrível. Se tivéssemos feito isso, teríamos perdido 1 milhão, 1 milhão e meio, talvez até 2 milhões ou mais de vidas”, disse Trump na Casa Branca, acrescentando que agora é hora de acelerar a reabertura.

“É meu amigo, é meu irmão. Falei com ele essa semana. Tivemos uma conversa maravilhosa. Um abraço, Trump. O Brasil quer cada vez mais aprofundar o nosso relacionamento. Torço para que seja reeleito. Trump, aquele abraço”, disse Bolsonaro hoje na porta do Palácio da Alvorada.

Os Estados Unidos são o país do mundo com o maior número de casos do novo coronavírus, com 1,9 milhão de infecções e mais de 108 mil mortos.

O Brasil é o segundo do mundo em número de casos, com quase 615 mil infecções confirmadas pelo Ministério da Saúde e 34.021 mortes. (Informações do Uol)

Bolsonaro minimiza crítica de Trump e diz: ‘meu amigo, meu irmão’
Mais notícias