Bolsonaro: “Mais importante que a vida, é a liberdade”

O presidente voltou a criticar as medidas de isolamento social e afirmou, durante transmissão ao vivo semanal, acreditar que “mais importante que a vida, é a liberdade”. Segundo Bolsonaro, sobre a pandemia do novo coronavírus, “morre muito mais gente de pavor do que de um ato em si”.

Bolsonaro reforçou que a eficácia da cloroquina no combate ao novo coronavírus não tem comprovação científica e disse que o novo entender do sobre a liberação pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é uma recomendação. O presidente afirmou que o que mais quer é que o País volte à normalidade.

Bolsonaro participou da transmissão ao vivo com anotações na mão e ao lado do ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Bolsonaro: "Mais importante que a vida, é a liberdade"
Mais notícias