Brasil

Bolsonaro contraria OMS mais uma vez e diz que fará churrasco para 30 no sábado

Em mais uma afronta às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que se evite aglomerações de pessoas durante a pandemia do novo coronavírus – que já matou mais de 270 pessoas no mundo e pelo menos 9,2 mil no Brasil -, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse hoje (8) que deve fazer […]

Da Redação Publicado em 08/05/2020, às 12h50

Reprodução
Reprodução - Reprodução

Em mais uma afronta às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que se evite aglomerações de pessoas durante a pandemia do novo coronavírus – que já matou mais de 270 pessoas no mundo e pelo menos 9,2 mil no Brasil -, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse hoje (8) que deve fazer um churrasco para 30 pessoas no sábado.

“Estou cometendo um crime. Vou fazer um churrasco no sábado aqui em casa. Vamos bater um papo, quem sabe uma ‘peladinha’, alguns ministros, alguns servidores mais humildes que estão do meu lado”, disse o mandatário a jornalistas reunidos em frente ao Palácio da Alvorada.

Bolsonaro ainda disse que vai fazer uma “vaquinha” para custear o churrasco, “mas sem bebida alcoólica”. “Vai ter vaquinha de R$ 70. Não vai ter bebida alcoólica senão a primeira dama coloca todo mundo para correr”, brincou.

Desde o início da pandemia, Bolsonaro furou o isolamento, proposto inclusive pelo seu próprio Ministério da Saúde, várias vezes. O presidente chegou a participar de manifestações que pediam por intervenção militar e o fechamento do Congresso e do STF, enquanto se suspeitava que ele podia ter contraído o coronavírus.

Jornal Midiamax