Brasil

Advogado de Moro pede divulgação na íntegra de vídeo que mostra reunião ministerial

O advogado Rodrigo Sánchez Rios, que defende o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, defende a divulgação na íntegra do vídeo da reunião ministerial onde o presidente Jair Bolsonaro teria feito um pedido para trocar o comando da PF (Polícia Federal) do Rio de Janeiro e caso não conseguisse a substituição, demitiria o ministro. “Assistimos hoje […]

Vinícius Costa Publicado em 12/05/2020, às 16h29

Ex-ministro Sergio Moro e Jair Bolsonaro (Agência Brasil)
Ex-ministro Sergio Moro e Jair Bolsonaro (Agência Brasil) - Ex-ministro Sergio Moro e Jair Bolsonaro (Agência Brasil)

O advogado Rodrigo Sánchez Rios, que defende o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, defende a divulgação na íntegra do vídeo da reunião ministerial onde o presidente Jair Bolsonaro teria feito um pedido para trocar o comando da PF (Polícia Federal) do Rio de Janeiro e caso não conseguisse a substituição, demitiria o ministro.

“Assistimos hoje ao vídeo da reunião interministerial ocorrida em 22 de abril. O material confirma integralmente as declarações do ex-ministro Sergio Moro na entrevista coletiva de 24 de abril e no depoimento prestado à PF em 2 de maio. É de extrema relevância e interesse público que a íntegra desse vídeo venha à tona. Ela não possui menção a nenhum tema sensível à segurança nacional”, disse em nota publicada pelo advogado de Moro.

Segundo o jornal O Globo, o vídeo entregue e apresentado nesta terça-feira (12) está sob sigilo, mas foi visto por integrantes da PGR (Procuradoria-Geral da República), da Polícia Federal, Sergio Moro e sua defesa e representantes da AGU (Advocacia-Geral da União).

O inquérito para apurar possíveis interferências políticas no comando da PF foi aberto pelo ministro do STF (Superior Tribunal Federal), Celso de Mello e começou após duras declarações de Moro em sua demissão e no depoimento à Polícia Federal. O inquérito foi um pedido de Augusto Aras, procurador-geral da República.

Jornal Midiamax