Vereador é preso por suspeita de chefiar milícia na Baixada Fluminense

Davi Brasil Caetano é acusado de chefiar uma milícia que atua na região do Rio de Janeiro

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu no início da manhã desta quinta-feira (18), o ex-secretário de Defesa Civil do município de Queimados, na Baixada Fluminense, Davi Brasil Caetano. Ele é acusado de chefiar uma milícia que atua na região. Além dele, 24 suspeitos tiveram mandado de prisão expedidos pela Justiça.

De acordo com o MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro), a organização criminosa que seria liderada por Davi Brasil, que atualmente é vereador na cidade pelo PTdoB, atuava em pelo menos três condomínios do programa Minha Casa Minha Vida.

A milícia é conhecida como “Caçadores de Ganso” e realiza cobrança ilegal de taxas de serviços e de suposta segurança – além de praticar homicídios, entre outras acusações. Outros integrantes do grupo miliciano também são investigados por tráfico de drogas.

Investigações comandadas pelo Gaeco/MPRJ (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Publico do Rio de Janeiro)  também mostraram que o grupo manteve uma página em uma rede social, administrada por alguns dos denunciados, onde anunciava, previamente, quem seriam as suas vítimas.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Davi Brasil Caetano. O espaço está aberto para manifestação.

Mais notícias