MASSACRE EM SUZANO: Enquanto país está em luto, membros de fóruns de ódio comemoram ataque

Nos fóruns, atiradores receberam status de heróis

Nos ‘chans’ brasileiros (fóruns de acesso restrito), os atiradores Guilherme Monteiro, de 17 anos e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, que mataram 10 pessoas e deixaram 9 feridas na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), receberam o status de heróis brasileiros de ódio.

De acordo com o Canal Vice, nos fóruns 55chan e Dogolachan, conhecidos por criarem conteúdos de ódio contra todo tipo de minoria, os participantes especulam se os rapazes frequentavam os sites. Nas publicações, os ‘chaneros’ lamentam que a dupla não tenha conseguido ultrapassar o Massacre de Realengo, em 2011, quando Wellington Menezes de Oliveira, matou 12 crianças e cometeu suicídio.

Comentário sobre vídeo em que vítimas aparecem mortas (Foto: Reprodução/Canal Vice)
Publicação em chans (rede paralela) após massacre em escola Foto: (Reprodução/Canal Vice)

Como os chans fazem parte de uma rede paralela e difícil de rastrear, quem participa acaba protegido pelo anonimato. Ainda segundo o Vice, há alguns dias um usuário pediu ajuda perguntando sobre diários dos atiradores de Columbine, em 1999 [os atiradores teriam se inspirado nesse massacre]. Nos fóruns, algumas postagens ironizam o massacre desta quarta-feira e os participantes comemoram o ocorrido.

Mais notícias