Publicidade

Petrobras quer usar direito de preferência para 6ª rodada de licitação

A Petrobras informou que apresentou hoje (14) ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) a manifestação de que pretende exercer o direito de preferência da estatal para a sexta rodada de licitação de blocos exploratórios sob o regime de partilha de produção. O certame está previsto para o segundo semestre de 2019.

De acordo com a companhia, após análise técnica, aprovação da diretoria executiva e deliberação do conselho de administração, a empresa concluiu que deveria manifestar o interesse em exercer o direito de preferência nos blocos de Aram, Norte de Brava e Sudoeste de Sagitário, como operador e com o percentual de 30%.

Segundo a estatal, o valor correspondente ao bônus de assinatura a ser pago por ela será de R$ 1,8 bilhão, caso o resultado do leilão confirme o patamar de participação que definiu ao manifestar o interesse no certame.

A companhia informou ainda que poderá ampliar o percentual de 30% indicado para a área onde está exercendo seu direito de preferência, formando consórcio para participar da licitação.

Nas áreas em que não exerceu direito de preferência, a Petrobras informou que “poderá participar em condições de igualdade com os demais licitantes, seja para atuação como operador ou como não operador”.

Mais notícias