Pelé tem boa recuperação após cirurgia realizada no sábado, diz novo boletim

Depois de ter sido submetido a uma cirurgia no último sábado, quando a intervenção serviu para a retirada de um cálculo renal, Pelé se recupera bem no hospital Albert Einstein, em São Paulo. O procedimento havia sido realizado com sucesso e o Rei do Futebol continua dando prosseguimento ao seu tratamento sem problemas.

“O paciente Edson Arantes do Nascimento encontra-se clinicamente bem. Apresenta evolução satisfatória no pós-operatório, sem intercorrências”, informou o hospital em boletim médico divulgado neste domingo e assinado em conjunto por Fabio Nasri (geriatra e endocrinologista), Gustavo Caserta Lemos (urologista) e Miguel Cendoroglo (diretor superintendente do Albert Einstein).

No último sábado, o ex-jogador de 78 anos já havia sido liberado para ir ao quarto do hospital após passar pelo centro cirúrgico do local, tendo em vista a sua boa recuperação. Com isso, Pelé deverá ganhar alta dos médicos em breve.

O ídolo do Santos e da seleção brasileira chegou ao Brasil na última terça-feira após sofrer com uma infecção renal em Paris, quando participava de um evento com o atacante Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain e da seleção francesa, no último dia 2, e se ressentiu de uma febre. Na ocasião, ele foi internado e medicado por cinco dias na França, onde seguiu internado até segunda-feira.

Logo depois de chegar ao País e confirmar que está bem, Pelé seguiu para o hospital Albert Einstein, onde foi submetido a novos exames e continuou o seu tratamento do problema renal. Com boa condição física, o astro inspira cuidados maiores por ter apenas um rim.

Por causa dos recentes problemas de saúde, Pelé também precisou cancelar sua ida a um evento em que seria homenageado na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, no último dia 7, onde o técnico da seleção brasileira, Tite, deu uma palestra.

Depois disso, na quarta-feira, o Rei do Futebol foi condecorado pela Conmebol com a máxima honraria concedida pela entidade. Em congresso realizado no Rio, o órgão anunciou que vai entregar ao ex-jogador a Ordem de Honra do Futebol Sul-Americano, o que ocorrerá após o ex-atleta ser liberado pelos médicos para deixar o hospital.

Mais notícias