Número de idosos com contas atrasadas cresceu 8%; inadimplência entre jovens caiu 23%

O dado representa mais de 40% da população adulta brasileira

Dados da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), apontam que no primeiro trimestre deste ano, o número de idosos com contas atrasadas cresceu 8%. Ao mesmo tempo que, entre os jovens, a inadimplência caiu quase 23%.

O País encerrou o primeiro trimestre com aproximadamente 62,7 milhões de pessoas inscritas no cadastro de pessoas inadimplentes, com isso, enfrentam dificuldades para obter crédito no mercado. A estatística comparou os dados de 2019, com números do primeiro trimestre do ano passado. O Aumento foi de 0,13%

Conforme a pesquisa, em duas regiões do País, houve crescimento no número de pessoas inadimplentes, com 4,34% no sudeste e avanço de 2,15% na região sul. Já no norte, centro-oeste e nordeste, os números permaneceram estáveis.

Mais notícias