Publicidade

Ministro da Educação exonera dez servidores do FNDE após edital sobre livros

Na manhã desta sexta-feira (11), o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez exonerou dez servidores do FNDE (Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação), incluindo Rogério Fernando Lot, que respondia interinamente pela presidência do órgão.

As portarias foram publicadas nesta manhã na edição do Diário Oficial da União. O edital alterava as regras para livros didáticos, deixando de exigir obras que trouxessem referências bibliográficas.

Além de Lot, que era presidente substituto, foram exoneradas outras nove pessoas de cargos como: dois são assessores, um coordenador-geral de articulação e contratos, um coordenador-geral de mercado, qualidade e compras, um coordenador-geral de recursos logísticos, um coordenador-geral dos programas do livro, um coordenador-geral de apoio à manutenção escolar, um coordenador-geral de acompanhamento jurídico e uma subprocuradora federal.

Na última quarta (9), o ministro Ricardo Rodríguez tornou sem efeito, o edital do PNLD (Programa Nacional do Livro Didático), que era de responsabilidade do FNDE, que continha erros no texto. O MEC divulgou nota alegando que o texto havia sido produzido pela gestão anterior e enviado ao FNDE no dia 28 de dezembro.

Mais notícias