Menina de 8 anos é encontrada após ser degolada pelo primo no PR

Corpo foi encontrado em saco plástico

A polícia de Guaíra, no Paraná, confirmou o assassinato brutal da menina Sara Emanuela Martins, de 8 anos – um primo de 17 anos confessou o assassinato. Desaparecido, o corpo foi encontrado em um saco de plástico, com a cabeça da menina praticamente degolada. As informações são do Yahoo Notícias.

De acordo com a polícia, o primo teria tentando matar a menina enforcada e, após falhar, desferiu um golpe de faca no pescoço da vítima, que foi praticamente degolada. A polícia afirma que o suspeito confessou o crime e alega ter problemas mentais.

Sara morava com a avó, Maria Martins Rossi, um tio — pai do suspeito — e seu primo. O adolescente, que confessou o crime, ficava hospedado em um quarto isolado do restante dos familiares, nos fundos da casa.

“Era uma menina muito feliz, que tinha sonhos. Ela já contava que queria ser cozinheira, que queria trabalhar em um grande restaurante”, afirmou Maria, a avó, em entrevista ao Cidade Alerta, da Record.

De acordo com o testemunho do próprio suspeito, em um primeiro momento ele agrediu sua prima com um mata-leão, golpe de jiu jitsu que foca no pescoço da vítima. Ao não conseguir, tentou enforcá-la com uma fita adesiva. Ao falhar de novo, usou uma faca para degolar a criança.

O corpo foi escondido debaixo da cama do primo; o pai do suspeito, ao achar o corpo, teria tentado escondê-lo e, por isso, também foi preso por participação no crime.

“Ele confirmou, esclareceu a maneira como executou a criança, de forma bárbara. Deu detalhes em nenhum arrependimento. Nós estamos aguardando o laudo do IML agora para ver se ainda houve alguma violência sexual”, afirmou o delegado do caso, Deoclécio Detros.

Mais notícias