MASSACRE EM SUZANO: Centro de Estudos e escola decretam luto de três dias após ataque

Ataque em escola aconteceu na manhã desta quarta

A Escola Estadual Raul Brasil e o Centro de Estudos de Línguas que foram alvo de massacre na manhã desta quarta-feira (13), decretaram luto oficial até o fim desta semana, suspendo todas as aulas.

Em sua página no Facebook, o Centro de Estudos afirma que “hoje vivemos um dia triste e de profundo pesar, perdemos alunos e amigos de forma trágica que ficará marcada em nossa história”.

“Dessa forma, comunicamos que todas as aulas do curso do CEL e da escola Raul Brasil estão suspensas por essa semana”, esclareceu. O centro ainda esclarece que ainda faltam informações mais concretas e que futuras informações estariam sendo publicadas na página.

Após acompanhar de perto toda a ação dos bombeiros e dos policiais militares que foram acionados, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB) decretou luto oficial de três dias em todo o Estado. O luto também terá acompanhamento de bandeiras a meio-mastro como solidariedade a familiares e amigos das vítimas.

Quem foi Raul Brasil?

Raul Brasil nasceu no dia 03 de maio de 1889 em Mogi das Cruzes e na sua trajetória, formou-se como professor pela Escola Normal da Praça da República, em Mogi das Cruzes.

De 1918 a 1921, manteve, em uma escola particular da cidade, um curso noturno destinado especialmente à alfabetização de adultos, onde também preparava candidatos para exames de admissão em concursos. Foi professor em Poá até ser transferido para Suzano, como diretor do Primeiro Grupo Escolar. Em 1926 veio para Guararema, como professor e diretor do Grupo Escolar das Escolas Reunidas, o primeiro da cidade, onde permaneceu por 27 anos.

Pelo Decreto Nº 866, de 29 de julho de 1980, foi homenageado com a denominação do logradouro público “Rua Prof. Raul Brasil”, no Centro, neste Município.

Mais notícias