Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Irmão de piloto que levava Boechat também morreu em acidente aéreo

CorreioBraziliense

A paixão pelas alturas uniu e separou os irmãos Quattrucci. Nesta tarde, o piloto Ronaldo Quattrucci, morreu na queda do helicóptero em que estava o jornalista Ricardo Boechat, 67 anos. Há quase 21 anos, o irmão da vítima, Rogério Quattrucci, também morreu por conta da queda de um helicóptero em Santana do Parnaíba (Grande São Paulo). Em 16 de maio de 1998, além de Rogério, morreram também os irmãos Leonardo e Ricardo Marques da Cruz, ambos advogados.

O piloto responsável pelo voo que transportava Boechat, Ronaldo, tinha 20 anos de experiência, tirou o brevê (documento que permite ao seu titular pilotar aeronaves) em 1999 e assumiu a função um ano após a morte de seu irmão, Rogério. Casado, deixou dois filhos jovens, Rodrigo e Amanda.

Acidente

A aeronave se chocou com um caminhão, no momento em que fazer um pouso de emergência. O motorista do veículo foi socorrido pela concessionária da rodovia, a CCR, e não precisou ser transportado ao hospital. Segundo os Bombeiros, ele sofreu ferimentos leves.

Boechat voltava a São Paulo, capital, após dar uma palestra em Campinas, no interior do estado. O acidente foi no Km 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco, próximo a um posto de cobrança de pedágio. Testemunhas disseram à Polícia Militar de São Paulo que, aparentemente, o piloto tentou pousar na rodovia e acabou sendo atingido pelo caminhão. Vídeos postados nas redes sociais mostram que a aeronave pegou fogo depois da queda. As causas do acidente serão investigadas.

Comentários
Carregando...