Força Nacional faz segurança do MEC nesta quinta, dia de protestos pelo País

A Força Nacional vai atuar na segurança do Ministério da Educação “nas ações de preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio” nesta quinta-feira, dia 30, quando deve ocorrer mais uma manifestação popular em defesa da Educação.

Os organizadores dos protestos prometem que “dia 30 vai ser maior”, em comparação aos atos realizados no último dia 15, que levaram milhares de pessoas às ruas em mais de 240 cidades do País.

A portaria que autoriza a atuação da Força Nacional no prédio do MEC em Brasília está publicada no Diário Oficial da União (DOU). Assinada pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, a portaria cita que o trabalho dos agentes se dará por dois dias (quarta e quinta-feira).

Em Brasília, a mobilização de estudantes, professores e outros profissionais está marcada para começar as 10 horas. A concentração será no Museu Nacional da cidade, nas proximidades da Esplanada dos Ministérios.

As manifestações anteriores tiveram como alvo principal das críticas o bloqueio de recursos no orçamento da Educação. Na ocasião, o presidente Jair Bolsonaro procurou desqualificar a mobilização. Em fala durante viagem oficial aos Estados Unidos, Bolsonaro disse que a “maioria” dos manifestantes eram “idiotas úteis” e “imbecis” que estavam sendo usados como “massa de manobra”.

Mais notícias