Celular do ministro da Economia Paulo Guedes é hackeado

Fato teria acontecido na noite de segunda-feira; assessoria do ministro disse que medidas serão tomadas nesta terça

O celular do ministro da Economia, Paulo Guedes, foi hackeado na noite de segunda-feira (22). Segundo a assessoria do ministro, “todas as medidas cabíveis” contra o hacker serão tomadas nesta terça-feira (23).

A assessoria pediu que sejam desconsideradas todas as mensagens vindas do número do ministro e de pessoas do gabinete.

O hacker criou uma conta no aplicativo de mensagens Telegram em nome do ministro.

Em nota, o ministério informou que está sendo apurada a possível invasão ao telefone do ministro Paulo Guedes. “Um ofício será enviado ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, para que acione a Polícia Federal. Nesta segunda-feira (22), vários jornalistas receberam mensagens e ligações em nome do ministro por meio do aplicativo Telegram. O Ministério da Economia ressalta que o ministro nunca teve conta nesse serviço e pede para que desconsiderem qualquer mensagem recebida do número antigo do ministro, que já será desativado”, diz a nota.

No último domingo (21), a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) informou pelo Twitter que teve o telefone clonado. Segundo ela, bandidos mandaram mensagens para jornalistas em seu nome. Ela acrescentou que também recebeu ligações do próprio número, assim como ocorreu com o ministro da Justiça, Sergio Moro. “A polícia já foi acionada”, afirmou a deputada.

Mais notícias