Câmara conclui votação de MP que reformula Executivo e transfere PPI à Casa Civil

A Câmara concluiu a votação da medida provisória 886 que trata sobre a reformulação da estrutura do Poder Executivo e transfere o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) para a Casa Civil. Todos os destaques à medida foram rejeitados. A matéria agora vai ao Senado e precisa ser aprovada até amanhã para não perder a validade.

A mudança do PPI foi decidida na esteira de uma minirreforma administrativa no Palácio do Palácio feita após a saída do ministro general Carlos Alberto dos Santos Cruz da Secretaria de Governo, em junho. Na ocasião, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, deixou de cuidar da articulação política com o Congresso, mas ganhou a coordenação do programa, um dos mais cobiçados no governo. Em 2019, a estimativa é de investimentos na ordem de R$ 7 bilhões em aeroportos, portos e ferrovias.

Mais notícias