Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Presidente do INSS é exonerado após denúncia de jornal

O motivo da demissão não foi divulgado oficialmente

Nesta quarta-feira (16), o Ministério do Desenvolvimento Social confirmou a demissão do presidente do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), Francisco Lopes. A exoneração foi encaminhada à Casa Civil e deve ser publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias.

De acordo com a Agência Estadão, a assessoria de comunicação do ministério do Desenvolvimento Social não divulgou oficialmente o motivo da demissão do presidente, contudo, a saída dele do posto acontece dias após o Jornal O Globo divulgar que o INSS fechou um contrato de R$ 8,8 milhões com uma empresa de informática sediada em um pequeno estoque de bebidas, em Brasília.

Ainda segundo informações do jornal, o contrato tinha o objetivo de fornecer programas de computadores para o órgão e foi assinado em abril, mesmo com o parecer de técnicos do INSS certificarem que os programas não terem utilidade alguma.

Francisco era apadrinhado de André Moura (PSC-SE), líder do governo no Congresso. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recentemente pediu a condenação de Moura por suposto esquema de desvio de dinheiro na Prefeitura de Pirambu, no Sergipe, em âmbito de uma ação penal no STF (Supremo Tribunal Federal).

Com informações da Agência Estadão 

Você pode gostar também