Publicidade

PF cumpre 36 mandados na 53ª fase da Operação Lava Jato em SP, BA e PR

Policiais apuram denúncias de corrupção ativa e passiva, fraude à licitação e lavagem de dinheiro

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (11) a Operação Piloto, com o objetivo de apurar o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos e privados, no Paraná. Cerca de 180 policiais federais cumprem 36 ordens judicias nas cidades de Salvador (BA), São Paulo (SP), Lupianópolis (PR), Colombo (PR) e Curitiba (PR).

A investigação apurou que um suposto pagamento milionário, feito no ano de 2014, pelo Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht, com possível direcionamento do processo licitatório para investimento na duplicação, manutenção e operação da rodovia estadual PR-323 na modalidade parceria público-privada.

As condutas investigadas podem configurar, em tese, os delitos de corrupção ativa e passiva, fraude à licitação e lavagem de dinheiro.

O nome da operação remete a codinome atribuído pelo Grupo Odebrecht, em seus controles de repasses de pagamentos indevidos, a investigado nesta operação policial.

Os presos serão conduzidos à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Será concedida entrevista coletiva, às 10h, no auditório da sede da Polícia Federal na capital paranaense.

Mais notícias