Forças Armadas deixam comunidades do Alemão, Penha e Maré, no Rio

A região volta a ser patrulhada pela polícia militar

As Forças Armadas deixaram ontem (24) os complexos do Alemão, Penha e Maré, na Zona Norte do Rio. Cerca de 4.300 militares, com o apoio das policiais militar e civil, ocuparam a região desde a última segunda-feira (20).

Segundo a nota do Comando Militar do Leste, “tendo sido alcançados os objetivos estabelecidos para a operação o reajuste e a redução gradual foram concluídos”. A região, que abrange 26 comunidades e onde vivem 550 mil pessoas, volta a ser patrulhada pela polícia militar.

A megaoperação registrou três militares e cinco suspeitos mortos e 86 pessoas presas e dois menores apreendidos. Deste total, cinco foram soltos na ultima quinta-feira, após a Defensoria Publica do estado conseguir habeas corpus.

Também foram apreendidos 15 fuzis, 27 pistolas, 11 granadas, 4.742 munições, 85 carregadores, aproximadamente 1,5 tonelada de drogas diversas, 8 veículos, 27 cadernos de anotações do tráfico, 8 celulares, 8 uniformes camuflados, 3 coletes a prova de bala, 13 radiocomunicadores. Cinco reféns foram libertados, 17.552 pessoas revistadas e 41 barricadas retiradas.

Mais notícias