ENEM 2018: Exame completa 20 anos, confira as mudanças

MEC anuncia alterações no tempo de prova, taxa de isenção e redação

No ano em que completa 20 anos, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2018 foi apresentado
com novas mudanças pelo Ministério da Educação, em edital publicado nesta quarta-feira (21), no
Diário Oficial da União. Candidatos terão cinco horas para realizar as provas de Ciências da Natureza e
suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, aplicadas no segundo dia, que somam 30 minutos
a mais do que no ano anterior.

Outra mudança é que não terão direito à taxa de isenção candidatos ausentes do ENEM 2017 que não
apresentaram justificativas ou que tiveram justificativa reprovada após a apresentação do recurso. A
motivação deve ser apresentada entre às 10h do dia 02 de abril até às 23h59 do dia 11 de abril, no site
do ENEM.

No ENEM 2017, de acordo com o edital divulgado inicialmente pelo Ministério da Educação em 10 de
abril, seria atribuída nota zero à redação que, entre outras ações, desrespeitasse os direitos humanos.
A exigência, que foi alvo de muita polêmica e batalha judicial, caiu nesta edição do exame. O edital do
ENEM 2018 retirou esta restrição.

Confira as novidades do ENEM no site do Educa Mais Brasil:

Após aumento da taxa de inscrição em 2017, o valor não foi alterado em 2018 e permanece R$ 82.
Candidatos devem se inscrever entre 07 e 18 de maio e poderão pagar a Guia de Recolhimento da
União (GRU Cobrança) até 23 de maio. As provas também serão aplicadas em dois domingos
consecutivos: 04 e 11 de novembro.

Segundo o edital, o gabarito oficial deve ser publicado em 14 de novembro, na quarta-feira após o
último dia de aplicação das provas.

Provas do ENEM 2018

Em 04 de novembro, serão aplicadas as provas de Redação, de Linguagens, Códigos e suas
Tecnologias e de Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias. As provas objetivas terão 45
questões cada, e a duração total do exame será de cinco horas e meia.

Em 11 de novembro, os candidatos responderão às provas objetivas de Matemática e suas
Tecnologias e de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Cada prova terá 45 questões e a duração
total do exame será de cinco horas.

Mudanças do ENEM

​Confira as principais mudanças realizadas no ENEM ao longo dos anos:

2017

Provas do ENEM são aplicadas em dois domingos consecutivos
Aplicação de videoprovas em libras pela primeira vez
Personalização dos cadernos de prova, com impressão de nome e número de inscrição do candidato

​​Aumento na taxa de inscrição, que passou a custar R$ 82.
ENEM deixou de fornecer a Certificação do Ensino Médio
Foi retirada a classificação das escolas com base nas notas obtidas pelos alunos no exame
Lançamento do Aplicativo do ENEM 2017

2016
Adoção do uso de dados biométricos como método de segurança;
Aumento da taxa de inscrição, que passou a custar R$68;
Lançamento do aplicativo “Enem 2016”, que ultrapassou a marca de um milhão de downloads
2015:
Aumento da taxa de inscrição, que passou de R$ 35 para R$ 63;
Mudança nas regras de isenção: apenas tiveram direito estudantes concluintes do Ensino
Médio em escolas públicas e candidatos que comprovaram carência;
Início das provas 30 minutos após o fechamento dos portões;
Disponibilização do cartão de confirmação apenas online. Os cartões impressos deixaram de
ser enviados às casas dos candidatos.
2014:
Enem passou a ser adotado para a aquisição da certificação do Ensino Médio;
Uso de detectores de metais no dia da aplicação do Exame;
Permissão de uso do nome social por parte dos candidatos;
ENEM registra 9,5 milhões de inscrições
2013:
Modificações nos métodos de correção da redação;
Enem registra 7,1 milhões de inscrições;
2011:

Mais Educação em Pauta

Fernanda Carvalho – (71) 99988-7766 – [email protected]
ENEM passou a ser adotado como um dos critérios de concessão de bolsas do Ciência Sem
Fronteiras, programa criado neste mesmo ano;
Foram registradas 5,3 milhões de inscrições.
2010:
Enem passa a ser pré-requisito para solicitar o FIES (Fundo de Financiamento Estudantil);
ENEM registra 4,6 milhões de inscrições
2009:
Exame passa a ter 180 questões aplicadas em dois dias;
Matriz de Referência é dividida em quatro áreas de conhecimento;
Criação do Sistema de Seleção Unificado;
Utilizado na certificação do Ensino de Jovens e Adultos
Enem registra 4,1 milhões de inscrições.
2005:
Divulgação das notas médias do exame
Divulgação do boletim de desempenho das escolas brasileiras no Enem;
Exame registra 3 milhões de inscrições
2004:
Enem passa a ser adotado na seleção de bolsistas do ProUni (Programa Universidade para
Todos), criado em 2004.
Exame registra 1,5 milhões de inscrições
2001:
Alunos de escolas públicas passam a ser isentos da taxa de inscrição;
Publicação do primeiro relatório pedagógico pelo Inep com as estatísticas sobre o Enem;
Neste ano, o exame ultrapassou a marca de 1 milhão de inscritos.
1998:

Primeira edição do Enem;
Aplicação de 63 questões em apenas um dia de prova;
Permissão de inscrições voluntárias;
Matriz de referência dividida por competências e habilidades;
Nota máxima: 100 pontos;
Exame registra 157.221 inscrições.

Mais notícias