Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

PF investiga família de prefeitos na Bahia que desviou R$ 200 milhões

Prefeitos usavam empresas da família para fraudar licitações

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (7) uma operação com o objetivo de desarticular um esquema de fraudes em licitações operado entre prefeitos de municípios no sul da Bahia. Ao todo, os contratos fraudados somam mais de R$ 200 milhões.

O esquema acontecia em família, uma vez que os prefeitos dos municípios de Eunápolis, Santa Cruz, Cabrália e Porto Seguro seriam parentes. Para fraudar os contratos, eles usavam empresas da família.

As empresas familiares entravam nas licitações para simular uma competição entre elas. Após a escolha da empresa vencedora, parte do dinheiro dos contratos era desviado, sendo depositado em “contas de passagem” em nome de amigos e funcionários dos prefeitos.

O dinheiro retornava para os membros da organização criminosa em uma “ciranda de propina”. Os prefeitos ainda executavam a lavagem de dinheiro utilizando as mesmas empresas da família.

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, fraude em licitação, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Há mandados de condução coercitiva e ordem de afastamento de cargo contra os prefeitos.

Em nota da Polícia Federal, o órgão explica que foram emitidos 21 mandados de prisão temporária, 18 de condução coercitiva e 42 de busca e apreensão. Os mandados foram expedidos pelo TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região).

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...