Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Pai de santo invade convenção do PMDB para livrar Temer de macumba

Sacudindo ramos de uma planta chamada guiné

Um homem identificado como “pai de santo” invadiu nesta terça-feira (19) um ato oficial do presidente Michel Temer para livrá-lo de uma macumba, segundo afirmou.

Sacudindo ramos de uma planta chamada guiné, “usada contra morte e doença”, durante convenção do PMDB, o suposto pai de santo garantiu estar “curando” Temer de uma macumba que teria provocado suas recentes problemas de saúde.

O presidente, que se preparava para discursar na convenção nacional do PMDB, reagiu com bom humor quando o homem invadiu o palanque: estendeu-lhe deu a mão e chegou a erguer os braços rapidamente para que o pai de santo pudesse lhe dar um “passe”.

“Fizeram um trabalho de macumba contra o presidente Temer. Por isso que ele teve a doença”, afirmou o religioso, identificado como Pai Uzêda.

“Jogaram pesado contra o presidente. O trabalho foi feito contra o doutor Michel foi para ele morrer”, acrescentou.

Uzêda disse ter sido contratado pela família do presidente para “purificar” seu gabinete e a residência oficial de energias negativas.

A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto negou essa informação e disse que Pai Uzêda não tem qualquer vínculo com Temer e sua família. O Planalto acrescentou que o mandatário foi surpreendido pelo religioso, que simplesmente “apareceu na convenção e subiu no palco”.

Desde outubro, Temer passou por três cirurgias: uma angioplastia tripla para desobstruir vias coronárias, uma operação de próstata e uma desobstrução da uretra.

Você pode gostar também