Chantilly coberto com uma mosca e um drone é a mais recente escultura da Trafalgar Square

Um redemoinho gigante de chantilly
coberto com uma cereja, uma mosca e um drone se tornou a mais recente obra de arte sobre o Quarto Plinto da Trafalgar Square, que é palco de uma série de obras de arte em constante mudança.
A instalação arrojada e gráfica, chamada “The End”, foi inaugurada na quinta-feira. É a 13° obra de arte a ser colocada no Quarto Plinto como parte de um programa contínuo de comissões, depois que a estátua original que deveria ficar ali, de Guilherme IV, nunca foi concluída.

A escultura de 9,4 metros (30,8 pés) é obra da artista britânica Heather Phillipson e permanecerá no pedestal até a primavera de 2022, de acordo com um comunicado do prefeito de Londres.

Para a artista, a escultura representa o banal e a nossa convivência com outras formas de vida em proporções apocalípticas.

Chantilly coberto com uma mosca e um drone é a mais recente escultura da Trafalgar Square
Foto : Reprodução
Chantilly coberto com uma mosca e um drone é a mais recente escultura da Trafalgar Square
Foto : Reprodução
Chantilly coberto com uma mosca e um drone é a mais recente escultura da Trafalgar Square
Foto : Reprodução
Chantilly coberto com uma mosca e um drone é a mais recente escultura da Trafalgar Square
Foto : Reprodução
Chantilly coberto com uma mosca e um drone é a mais recente escultura da Trafalgar Square
Foto : Reprodução
Chantilly coberto com uma mosca e um drone é a mais recente escultura da Trafalgar Square
Mais notícias