Prefeitura de Campo Grande suspende atendimento ambulatorial na Rede Municipal

A Prefeitura de Campo Grande informou na noite desta quarta-feira (18) que os atendimentos ambulatoriais nas unidades da Rede Municipal de Saúde de Campo Grande estão suspensos a partir desta quinta-feira (19), devido ao combate contra o novo coronavírus. Nesta quarta, o prefeito Marquinhos Trad (PSD), decretou situação de emergência no município em virtude da pandemia.

Segundo a resolução, fica suspenso o atendimento ambulatorial em todas as unidades próprias Rede Municipal de Saúde, tais como Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF), Clínicas da Família, ambulatórios de especialidades médicas, unidades da Rede de Atenção Psicossocial, entre outras.

Consultas (médicas, de enfermagem) e visitas domiciliares eletivas devem ser suspensas. Essa medida visa minimizar o contato de possíveis casos suspeitos de COVID-19 com pessoas saudáveis, principalmente idosos.

 

Nas UBS, UBSF e Clínicas da Família, o funcionamento se dará na modalidade de atendimento à demanda espontânea, com classificação de risco, exclusivamente para:

I – casos sintomáticos onde haja suspeita de Coronavírus – COVID 19;

II – casos suspeitos ou em tratamento de Dengue;

III – outros casos vulneráveis, conforme Nota Técnica a ser divulgada pela Coordenadoria da Rede de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde.

 

Atendimentos odontológicos:

Os agendamentos eletivos devem ser suspensos.

  • As urgências e emergências odontológicas devem ser atendidas.
  • Os Auxiliares de Saúde Bucal, que não estiverem em atendimento deverão auxiliar no acolhimento, na organização do fluxo da unidade, na esterelização de manteriais da unidade.
  • Os odontologistas, que não estiverem em atendimento deverão auxiliar no acolhimento e organização do fluxo da unidade.

 

Ainda de acordo com a administração, as unidades mencionadas receberão reforço dos profissionais lotados nos serviços onde haverá suspensão temporária de atendimento, conforme escalas a serem elaboradas conjuntamente pela Superintendência de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde e Superintendência da Rede de Atenção à Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau).

Os profissionais serão qualificados para ofertar tratamento ao Coronavírus – COVID 19, em unidades a serem definidas pela Sesau, podendo contemplar, inclusive, as unidades da rede hospitalar contratualizada.

Por fim, as áreas técnicas da Sesau comunicarão a suspensão temporária dos atendimentos aos pacientes com consultas já agendadas. (Informações da assessoria)

 

 

 

Posto de Saúde