Governo sanciona reajuste de 5% para servidores do MPMS

Reajuste é retroativo, com efeitos financeiros a partir de maio; Projeção de gastos é de R$ 248 milhões na folha

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sancionou a lei concedendo reajuste de 5% para servidores do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul). Com o acréscimo no salário, a projeção de gastos em 2019 com folha de pagamento é de R$ 248 milhões.

De acordo com a sanção publicada em Diário Oficial nesta quinta-feira (19), o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Servidores do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, que se encontram em vigor, ficam reajustados em 5%. 

A lei se estende aos inativos e pensionistas que têm direito à paridade com os servidores ativos. O reajuste será arcado pelo próprio MP, que tem dotação orçamentária própria.

O acréscimo salarial é retroativo e conta a partir de 1º de maio deste ano. O mesmo índice deve ser aplicado aos auxílios saúde, alimentação e transporte.

reajuste