Prefeitura de Campo Grande sanciona autorização para comprar vacina contra o coronavírus

Há previsão de R$ 20 milhões que serão reservados para aquisição das doses

Um dia após a aprovação na Câmara Municipal, a Prefeitura de Campo Grande sancionou a autorização para compra de vacinas contra o Covid-19. A lei está no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta quinta-feira (14) e pode ser conferida clicando aqui e acessando a página 2.

O texto permite que o município compre vacinas comprovadas contra o coronavírus, aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e não fornecidas pelo Programa Nacional de Imunizações, ‘a fim de garantir a cobertura total de toda a população do município, respeitando os grupos prioritários estabelecidos pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 e/ou pelo Plano Municipal de Imunização”.

Em sessão extraordinária, aberta na quarta-feira (13) especificamente para votação desta medida, os vereadores analisaram o projeto e o aprovaram por unanimidade. Ainda está prevista a instituição ou participação de Campo Grande com estados e outros municípios em consórcios para compartilhamento de recursos, tecnologias, pesquisas ou desenvolvimento da capacidade de produção local de vacinas.

Serão remanejados recursos financeiros para o Executivo municipal adquirir as doses, segundo a proposta. Apesar de não constar no texto, o montante seria em torno de R$ 20 milhões, de acordo com o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Carlos Augusto Borges (PSB).

Em mensagem encaminhada aos parlamentares, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) justificou o projeto ‘em razão da politização federal que se criou em torno da vacina’. A iniciativa leva em consideração a demora do governo federal em implantar um plano sólido de imunização.

AnvisaCâmara MunicipalCâmara Municipal de Campo GrandeCoronavírusCovid-19DiograndeGoverno FederalMarquinhos Tradpolit1Prefeitura de Campo GrandePSBPSDVacinaVacinaçãoVigilância Sanitária