Rotatória da Coca-Cola é entregue e a próxima a ser reestruturada deve ser na Joaquim Murtinho

Obra de sinalização e adequação custou R$ 1,1 milhão

O reordenamento do trânsito na rotatória da Coca-Cola (entroncamento entre as avenidas Gury Marques e Interlagos) foi oficialmente inaugurado nesta terça-feira (14) pela Prefeitura de Campo Grande. Na entrega da obra, o prefeito Marcos Trad (PSD) que afirmou que “a obra vai diminuir o estresse dos motoristas, garantir segurança aos pedestres além de reduzir os gastos em saúde pública com pessoas feridas em acidentes, que eram comuns no local”.

Agentes de trânsito estão no local para orientar os condutores. (Foto: Marcos Ermínio)

O trânsito na região era alvo de reclamações há vários anos com a formação de congestionamentos nos horários de pico, agravado pelo intenso fluxo de carretas e ônibus que passam pelo local.

Para fazer o reordenamento foi investido R$ 1,1 milhão na obra que durou cerca de dois meses. Foram instalados semáforos para carros e pedestres, sinalização das faixas para travessia, rampas para pessoas com deficiência e ciclovia.

O prefeito comentou ainda sobre a construção de um viaduto no local – que custaria cerca de R$ 35 milhões – e sempre foi apontado como o meio para resolver os problemas do grande fluxo de veículos na região.

Para Trad obra vai diminuir gastos com Samu, que atendia a vários acidentes. (Foto: Marcos Ermínio)

“Se vai solucionar como um viaduto, não podemos ser falsos e dizer que sim. Mas, é o que era possível fazer com o dinheiro que tínhamos e resolver de 60% a 70% o problema do trânsito. Ou ficava na ficava na fila de Brasília para conseguir os R$ 35 milhões [recursos da União]. Resolvemos aqui com prontidão e com os recursos de impostos e a ajuda do governador Reinaldo”, disse o prefeito.

De acordo com o diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Janine de Lima Bruno, a próxima rotatória que deve passar por reordenamento será a da Joaquim Murtinho com a Ceará, mas ainda não há data.

“Depende de recursos, mas deve ser a da Joaquim Murtinho com a Ceará. Mas, ali, não são só os semáforos, terá que ser uma obra física, talvez com abertura de rua”, explica.

Conforme Rudi Fiorese, secretário da secretaria municipal de infraestrutura e serviços públicos, o pavimento utilizado no recapeamento da rotatória deverá durar pelo menos seis anos sem a necessidade de manutenção.

Motoristas devem ficar atentos ao trânsito, diz Agetran. (Foto: Marcos Ermínio)

A sinalização da rotatória já estava em funcionando há quatro dias os motoristas ainda estão em “período de adaptação”, segundo a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

Os agentes de trânsito estão no local para orientar os condutores. O principal problema apontado, é a concentração dos veículos na faixa da esquerda, causando uma fila, enquanto a faixa da direita fica livre, mas não é o único.

O gerente de fiscalização de trânsito da Agetran, Carlos Guarini, cita outros descuidos dos condutores. “Muita gente não dá a seta [quando vai fazer a rotatória], reduz muito a velocidade quando vê o agente de trânsito e não tem motivo para isso, basta obedecer às regras. Além disso, tem gente que passa na frente do agente falando ou manuseando o celular. Tem que ficar atento ao trânsito”.

Secretários, vice-prefeita, vereadores e autoridades participaram da inauguração. (Foto: Marcos Ermínio)

Participaram dos trabalhos na reordenação do trânsito a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia), Funesp (Fundação Municipal do Esporte) e Planurb (Instituto Municipal De Planejamento Urbano).

rotatoriatrânsito