Plantações de maconha são destruídas pela polícia na região de fronteira

O Departamento de Antinarcóticos de Pedro Juan Caballero destruiu cerca de 7 hectares de plantação de maconha nesta quarta-feira (10). Quatro hectares estavam prontos para a colheita e três em fase de crescimento. Também foram apreendidos e destruídos 30 quilos de semente da droga. A operação que começou logo cedo aconteceu na Colônia Primavera na […]

Diego Alves Publicado em 10/02/2021, às 21h23

Droga já estava pronta para a colheira e outra estava sendo plantada.(Foto: Divulgação) - Droga já estava pronta para a colheira e outra estava sendo plantada.(Foto: Divulgação)

O Departamento de Antinarcóticos de Pedro Juan Caballero destruiu cerca de 7 hectares de plantação de maconha nesta quarta-feira (10). Quatro hectares estavam prontos para a colheita e três em fase de crescimento. Também foram apreendidos e destruídos 30 quilos de semente da droga.

A operação que começou logo cedo aconteceu na Colônia Primavera na cidade de Zanja Pyta ao lado do distrito de Sanga Puitã em Ponta Porã, publicou o site MS em Foco. No local havia cinco acampamentos usados pelas pessoas que plantavam, cuidavam do desenvolvimento do plantio e depois faziam a colheita e o preparo da droga para ser comercializada.

Também foram apreendidos implementos agrícolas, alimentos, roupas e utensílios usados pelos durante o preparo do solo e na permanência de pessoas na região. Não houve presos durante a operação.

Segundo o agente fiscal da Unidade Especializada no Combate ao Tráfico de Drogas da Polícia Nacional, Frame Amarelo, a ação de hoje causou um grande prejuízo ao crime organizado e tirou do mercado consumidor centenas de toneladas de maconha que seriam produzidas na área que foi destruída.

Crime Organizado Fronteira Tráfico de Drogas Maconha Consumidor Pedro Juan Caballero Colheita