Polícia recolhe notebook, celulares e HDs com suspeito de pedofilia em residencial

Ação fez parte da Operação Luz na Infância 6, deflagrada nesta terça-feira

A Polícia Civil apreendeu na manhã desta terça-feira (18) em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, notebook, celulares e HDs na casa de um suspeito de armazenamento de pornografia infantil. A ação faz parte da Operação Luz na Infância 6, deflagrada também na Capital, Bonito e Dourados, além de mais 12 Estados, bem como na Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá.

Segundo nota o SIG (Setor de Investigações Gerais) e a DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) cumpriram mandado expedido pela 3ª Vara Criminal de Três Lagoas e realizaram buscas em residência localizada no Parque Residencial Jamil Ville II, onde foram apreendidos os aparelhos eletrônicos.

Conforme nota da Polícia Civil, não houve prisão em flagrante, no entanto, o notebook, os celulares e os HDs serão encaminhados para perícia. O objetivo é localizar imagens ocultas ou recuperar arquivos que tenham sido previamente deletados dos dispositivos. Ao todo, quatro pessoas foram presas em Mato Grosso do Sul, sendo um bombeiro da reserva, um dentista, um servidor público estadual e um servidor público municipal. Cinco mandados foram cumpridos em quatro cidades do Estado.

Em Campo Grande foram presos um bombeiro da reserva de 53 anos, na sua casa no bairro Caiçara. Ele tinha armazenado mais de 640 gigas de material pornográfico com crianças e adolescentes. Também foi preso um dentista de 41 anos, que na delegacia afirmou que não atendia crianças. Ele disse que há cinco anos baixava vídeos e fotos pornográficas com crianças e adolescentes.

Em Dourados foi preso um servidor público estadual de 58 anos e em Bonito, um servidor público municipal de 60 anos. Não há informações sobre o total de conteúdo armazenado por eles.

A investigação durou cerca de seis meses até a deflagração da operação que cumpriu cinco mandados em Campo Grande, Bonito, Dourados e em Três Lagoas, onde um computador foi apreendido. Todos devem passar por audiência de custódia nesta quarta-feira (19). Foram cumpridos em todo o Brasil e em quatro países, 112 mandados de busca e apreensão.

luzna infânciapedofilia