Polícia prende investigados por homicídio, tortura, sequestro e cárcere em Campo Grande

Equipes da 5ª Delegacia de Polícia de Campo Grande cumpriram mandados de prisão preventiva, referentes à investigação da morte de Vanderlei Carlos Ghidine, de 39 anos, que também foi vítima de sequestro e cárcere privado no Bairro Aero Rancho.

A polícia realizou diligências da operação 5° Mandamento. Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em locais estabelecidos no bairro Aero Rancho, além de três mandados de prisão preventiva, referentes à investigação da morte de Vanderlei.

De acordo com a polícia, os fatos ocorreram no dia 02 de setembro. Foi apurado que os suspeitos realizaram a constrição da liberdade da vítima em atitude de sequestro e cárcere privado sob a alegação de um possível furto, e, em seguida o levaram para o interior de uma residência, no bairro Aero Rancho, onde promoveram uma sessão de tortura com requintes de crueldade.

Posteriormente, a vítima foi transportada no interior de um veículo, e, ainda no interior do automóvel foi alvejada com disparos de arma de fogo, sendo o corpo localizado em via pública do bairro Aero Racho.

Iniciada a investigação, a equipe do Setor de Investigações Gerais (Sig) da 5ª DP realizou inúmeros levantamentos e cruzamentos de informações, além de oitivas de testemunhas que foram essenciais para o esclarecimento da autoria delitiva e definição da divisão de tarefas dos investigados.

Diante de todo o conjunto probatório demonstrado ao longo do inquérito policial associado a ações de inteligência policial, a autoridade policial representou pela decretação das prisões preventivas dos investigados e pelos mandados de busca e apreensão nos endereços de interesse para a investigação.

Na ação de hoje foram presos três homens de 21, 26 e 51 anos, telefones celulares, um dos veículos utilizados durante a execução de todos os crimes e 150 maços de cigarro de origem estrangeira.

Os investigados foram formalmente interrogados, além das adoções dos procedimentos de Polícia Judiciária e com o término dos trabalhos, serão encaminhados para a carceragem da Delegacia de Pronto Atendimento Cepol para posterior recâmbio ao Sistema Penitenciário. (Informações da assessoria)

Bairro Aero Ranchodest1FurtoHomicídioSequestroSIGtortura