DEH apreende restos de malas e roupas para confirmar identificação de chargista

Vítima foi esquartejada e carbonizada no Jardim Tarumã

A DEH (Delegacia Especializada de Homicídios) recolheu pedaços de malas, zíper, restos de roupas e outros objetos que estavam próximos ao corpo encontrado nesta terça-feira (24), na região do Jardim Tarumã, em Campo Grande, e que seria do chargista Marco Antônio Rosa Borges, de 54 anos, que estava desaparecido desde a manhã de sábado.

De acordo com o delegado Carlos Delano, responsável pelo procedimento, a vítima foi esquartejada, colocada em malas e carbonizada. Os objetos apreendidos serão usados para ajudar na confirmação de que se trata de Marco Antônio. Apesar das evidências, a Polícia Civil irá solicitar série de exames para formalizar a identificação do corpo.

Conforme já noticiado, o caso foi descoberto depois que uma mulher de aproximadamente 50 anos se entregou no Batalhão da Polícia Militar de São Gabriel do Oeste, alegando ter cometido o crime. Com base nas informações repassadas por ela, a DEH foi a um imóvel no Jardim Tarumã, onde encontrou a vítima carbonizada.

Outra equipe da delegacia foi até São Gabriel do Oeste buscar a suspeita que será ouvida na Capital. O chargista tinha sido visto pela última vez na manhã de sábado, quando saiu de casa para encontrar a mulher com quem se relacionava. Até hoje, era dado como desaparecido. Detalhes sobre a motivação do crime ainda não foram revelados.

Polícia CivilPolícia Militar