Bandidos que fizeram casal refém são presos 1 horas depois de assalto a residência

Carro roubado foi encontrado em frente a um motel na região

Após uma hora de invadirem uma casa, no bairro Jardim Leblon, em Campo Grande, e fazer um casal refém, os bandidos acabaram presos por equipes do Batalhão de Choque e Gecam (Grupamento Especializado Com Apoio de Motocicletas), na noite desta quarta-feira (25). O veículo Hyundai Creta levado da residência foi encontrado em frente a um motel, na região.

Os policiais haviam sido acionados para o assalto e em rondas pela região acabaram flagrando o carro em frente a um motel, com dois bandidos que acabaram presos. O terceiro integrante da quadrilha não foi encontrado. Já os objetos roubados foram distribuídos para dois receptadores, que também acabaram detidos. Um dos receptadores de 60 anos foi encontrado na Vila Nhanhá, com ele havia sido deixada uma televisão.

Já o outro receptador foi localizado no bairro Guanandi e com ele estava um celular. Um adolescente de 15 anos, contou aos policiais que o terceiro integrante seria seu padrasto conhecido por ‘Neguinho’, e que os outros objetos roubados haviam sido deixados com ele para que ‘cuidasse’. Os receptadores como os bandidos foram presos e levados para a delegacia.

O assalto aconteceu por volta das 23 horas desta quarta (25), quando o casal de 61 e 54 anos estava em casa e os bandidos invadiram pela porta da cozinha que estava aberta. Eles disseram que não matariam ninguém, mas que estavam atrás de joias e de armas. O casal foi trancado dentro do banheiro da residência.

Enquanto o casal estava trancado dentro do banheiro, os bandidos reviraram a casa e levaram o carro um Hyundai Creta, além de celulares, televisores, tênis, notebook, jaqueta, perfume, controle e alimentos. De acordo com a vítima, um dos bandidos era chamado pelos comparsas de ‘Neguinho’. Ele era magro, negro e tinha aproximadamente 1,60 de altura. Um dos bandidos acabou deixando na residência um tênis de cor azul, que estava calçando. Próxima a casa existem câmeras de segurança que podem ter gravado a ação dos ladrões.

roubo majorado pelo concurso de pessoas