‘Aqui é bandido’: Jovem que desbloqueava até iPhone fica sem celular após selfie no camburão

O aparelho foi apreendido na delegacia

Ainda na tarde de quinta-feira (17), após parar na delegacia por provocar tumulto na Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), jovem de 19 anos que é considerado especialista em desbloquear celulares acabou ficando sem o próprio aparelho. O dispositivo foi apreendido na delegacia.

Segundo apurado pelo Midiamax, o jovem foi preso após meses de investigações da Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos). Através de programas no computador, ele desbloqueava qualquer aparelho celular, até mesmo iPhones, e cobrava de R$ 200 a R$ 1 mil. Com isso, contribuía com o roubo de celulares.

Em audiência de custódia, ele acabou liberado mediante uso de tornozeleira eletrônica. Já na tarde de quinta-feira, quando foi levado para a Agepen no centro, para colocar o aparelho de monitoramento, causou um tumulto. Isso porque como teve o celular devolvido, começou a utilizar o aparelho ainda dentro da Agepen.

Aparelhos apreendidos na ação da Derf (Divulgação)

Ele foi orientado a desligar, mas disse a um agente “Não vou entregar celular nenhum, aqui é bandido, é nóis”. Assim, uma equipe do GOI (Grupo de Operações e Investigações) foi acionada e encaminhou o suspeito para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

No camburão da viatura ele chegou a tirar uma ‘selfie’ e postar em redes sociais. Já na delegacia, foi apreendido o celular do jovem, que deve ser encaminhado para a unidade que ficará responsável pelo caso. O aparelho pode ser devolvido mediante comprovação de que pertence ao rapaz.

AgepenAudiência de CustódiaderfGOIiphonepolic1RouboTornozeleira Eletrônica