Preso é amordaçado e agredido em banheiro de presídio em Campo Grande

Rapaz disse que outros presos acreditavam que ele seria policial, por isso cometeram agressão

Um homem de 29 anos foi amarrado e agredido por detentos do Estabelecimento Penal do Regime Aberto, em Campo Grande, na tarde deste sábado (18). O rapaz disse que os outros presos acreditavam que ele seria policial, por isso cometeram a agressão.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, o rapaz foi condenado a ficar cinco horas no estabelecimento penal, durante quatro finais de semana consecutivos. Este sábado foi o primeiro dia no local. Ao chegar, o homem foi colocado em uma cela com outros 20 presos.

Após alguns minutos, ele foi questionado pelos outros detentos qual era o artigo do Código Penal que tinha infringido, quando respondeu que era pela lei Maria da Penha. Depois disso, dois internos levaram a vítima ao banheiro, onde o amarraram, amordaçaram e começaram as agressões, com joelhadas, garrafa pet e um pedaço de caibro.

Conforme consta no boletim, a vítima foi deixada amarrada no banheiro após as agressões e ameaçada de morte se contasse aos agentes. O rapaz relatou que a todo momento os detentos diziam que iriam matá-lo porque ele era policial e acredita que isso aconteceu porque estava com uma camiseta de Bombeiro Civil.

O caso foi registrado como lesão corporal e ameaça na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

agressãocrimepolíciapresídioViolência