Polícia desmonta base de cigarreiros e prende 4 em Campo Grande

Casa no Monte Castelo era usada como armazém de produtos contrabandeados

A Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) prendeu nesta sexta-feira, em Campo Grande, quatro homens envolvidos com o contrabando de cigarros do Paraguai, dentre os quais dois estudantes, de 33 e 32 anos, um comerciante de 30 anos e um vendedor ambulante de 31 anos. Uma casa localizada no bairro Monte Castelo era usada como entreposto para armazenagem da mercadoria.

Durante coletiva de imprensa nesta tarde, o delegado Hoffman D’Ávila Cândido e Souza disse que o grupo agia já há alguns meses e vinha sendo investigado por suspeita de tráfico. A partir de denúncia, as equipes passaram a monitorar o imóvel e um veículo Renault Logan que era usado como batedor na escolta do carregamento.

Três dos cinco veículos apreendidos pela Denar. Foto: Dayene Paz

Pela manhã, durante campana, os investigadores viram quando o Renault chegou ao imóvel e o motorista desembarcou. Ele entrou na casa e saiu com uma caminhonete Hilux, momento em que chegou um Celta e um Palio Weekend. Houve abordagem e a equipe constatou que o Celta e o Palio estavam carregados com 11.400 maços de cigarro contrabandeados. Ao todo, foram apreendidos cinco veículos, incluindo o Renault, o Celta, o Palio, a Hilux e um Audi.

O delegado explicou que, com base nas apurações, o grupo é suspeito de distribuir tanto cigarro quanto drogas, no varejo. Um dos presos, cuja a identidade não foi revelada, tinha mandado de prisão em aberto. Eles respondem por receptação e associação criminosa, já que dois carros eram de origem suspeita, estão recolhidos à disposição da justiça e devem ser encaminhados para audiência de custódia.

contrabando cigarros