Homem conheceu companheira pela internet e estuprou enteada em 10 dias de convivência

Autor convidou mulher e vítima para se mudarem do Piauí para MS

Preso por estuprar a enteada de 11 anos, o homem que 43 anos havia conhecido a mãe dela, também de 43 anos pela internet. A vítima e a mãe são do Piauí e estava há cerca de dez dias morando com o autor em Paranaíba, a 401 quilômetros de Campo Grande. Os abusos sexuais ocorreram ao menos duas vezes.

De acordo como delegado Reges de Almeida, da 1ª Delegacia de Polícia Civil e que atualmente responde pela Delegacia de Atendimento à Mulher, o homem e a mulher se conheceram por meio das redes sociais, trocaram mensagens, se aproximaram e ele então a convidou para se mudar para Mato Grosso do Sul.

Elas chegaram recentemente e já foram alvos de violência. Na sexta-feira passada, o homem agrediu mãe e filha, supostamente por ciúmes. “Na delegacia, enquanto a Polícia Militar entregava a ocorrência da violência doméstica, foi notado comportamento estranho da menina e desconfiamos que pudesse haver outros abusos”, disse o delegado.

A partir de então, foi descoberto que ele havia estuprado a enteada por duas vezes, se aproveitando de que a mulher estava dormindo. “A mãe não tinha conhecimento dos fatos”, explicou Reges. Diante dos fatos, a autoridade policial representou pela prisão preventiva do homem. O mandado foi cumprido nesta sexta-feira. 

A vítima será encaminhada para depoimento especial. A polícia não descarta que o autor tenha atraído a mulher para Mato Grosso do Sul com segundas intenções. “A mulher disse que ele sempre demonstrava interesse sobre a filha dela, mas ela acreditava ser uma questão paternal, já que o homem também tem uma filha [de 19 anos]”.

O delegado lembrou ainda dos cuidados que os pais devem ter ao se relacionar com estranhos, especialmente aqueles em que o primeiro contato foi pela internet. “É preciso conhecer a pessoa pessoalmente primeiro, sem antes se expor ou expor seu filho”.