Dono de bar que estuprou doméstica por dívida de R$ 100 paga fiança e é liberado

Pagou fiança de 1 salário mínimo

O dono de um bar, de 38 anos, que estuprou uma doméstica de 35 anos, no último sábado (14), na região do bairro Tiradentes, em Campo Grande, pagou fiança em audiência de custódia e foi liberado. Ele negou o crime em depoimento na delegacia.

O homem pagou uma fiança no valor de um salário mínimo, R$ 998 e foi liberado pela Justiça. Quando da sua prisão, na noite de sábado (14), ele negou que havia cometido o crime. O dono do bar foi até a casa da doméstica para cobrar uma dívida de R$ 100, que ela e o marido tinham há 4 meses pela compra de bebidas alcóolicas no estabelecimento comercial dele.

A mulher contou que na noite de sábado (14), ela estava em casa quando o homem apareceu embriagado cobrando a dívida, quando disse que não tinha o valor, ele invadiu a residência e agarrou a vítima passando a mãos em suas partes íntimas. A mulher tentou se desvencilhar do autor, que não a soltou.

Ele disse que perdoaria a dívida, caso ela mantivesse relações sexuais com ele, o que a mulher negou. A irmã dela que estava na casa e flagrou a cena expulsou o homem da casa. A polícia foi chamada e o autor preso em sua residência.

Na delegacia, ele negou que havia cometido o crime. Após pagar a fiança de um salário mínimo, ele foi liberado.

estupro