Durante operação polícia encontra ‘gato’ de energia em 10 comércios de Três Lagoas

Durante uma operação ao combate de furto de energia, nesta quarta-feira (1), equipes da Polícia Civil e funcionários da Elektro, distribuidora de energia,  identificaram  10 irregularidades em 13 estabelecimentos comerciais de Três Lagoas, a 330 quilômetros de Campo Grande. Dez inquéritos policiais foram abertos e resultaram em dois flagrantes. Considera-se furto de energia quan...

Fernanda Müller Publicado em 02/08/2018, às 13h26 - Atualizado às 16h16

-
Durante uma operação ao combate de furto de energia, nesta quarta-feira (1), equipes da Polícia Civil e funcionários da Elektro, distribuidora de energia,  identificaram  10 irregularidades em 13 estabelecimentos comerciais de Três Lagoas, a 330 quilômetros de Campo Grande. Dez inquéritos policiais foram abertos e resultaram em dois flagrantes. Considera-se furto de energia quando há […] Dez inquéritos policiais foram abertos e resultaram em dois flagrantes

Durante uma operação ao combate de furto de energia, nesta quarta-feira (1), equipes da Polícia Civil e funcionários da Elektro, distribuidora de energia,  identificaram  10 irregularidades em 13 estabelecimentos comerciais de Três Lagoas, a 330 quilômetros de Campo Grande. Dez inquéritos policiais foram abertos e resultaram em dois flagrantes.

Considera-se furto de energia quando há uma ligação direta na rede elétrica sem o conhecimento e autorização da concessionária de energia. São os conhecidos “gatos”. Já a fraude ocorre quando o cliente rompe os lacres da sua medição e manipula o consumo no medidor de energia com o objetivo de reduzi-lo.

Estes crimes estão previstos no Código Penal. Também são cobrados os valores retroativos referentes ao período fraudado, acrescidos de multa. Quando a fraude ou o furto são descobertos, o responsável pode ter o seu fornecimento de energia suspenso.

Denuncie

Qualquer pessoa pode fazer uma denúncia à Polícia Civil ou entrar em contato diretamente com a distribuidora de energia de sua cidade para ajudar a reduzir os furtos de energia, já que a prática além de aumentar o custo da energia para todos os usuários, oferece riscos como curtos circuitos e incêndios.

Crime Organizado Prefeitura Municipal de Três Lagoas Furto de Energia Elétrica