Acordo ‘histórico’ entre Israel e Emirados Árabes Unidos é anunciado por Trump

As delegações diplomáticas de Israel e dos Emirados Árabes Unidos ainda se encontrarão para firmar acordos bilaterais

Israel e Emirados Árabes Unidos chegaram a um acordo com de paz nesta quinta-feira (13), agora deverá ocorrer uma normalização total das relações diplomáticas entre as duas nações.

Conforme a revista Veja, como parte do acordo, considerado histórico, o Estado de Israel concordou em suspender seu plano de anexar territórios da Cisjordânia ocupada.

O pacto foi negociado com o auxílio do governo americano e anunciado em comunicado assinado pelo presidente Donald Trump, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Neranyahu e o sheik Mohammed Bin Zayed.

De acordo com o comunicado, “Israel suspenderá a intenção de declarar soberania sobre as áreas demarcadas no plano do presidente (Trump) Visão Para a Paz”.

Trump e Naranyahu anunciaram, em janeiro, um plano para a paz no Oriente Médio. O texto, que previa uma solução de dois Estados para o conflito, foi redigido sem a presença de árabes ou palestinos e previa que Israel ocupasse algumas áreas da Cisjordânia.

Segundo a publicação da Veja, logo após ser anunciado, o “Acordo do Século” foi rechaçado pela comunidade árabe e pela União Europeia.

As delegações diplomáticas de Israel e dos Emirados Árabes Unidos deverão se encontrar ainda nas próximas semanas para que acordos bilaterais sobre investimentos, turismo, segurança, telecomunicações, energia, meio ambiente e o estabelecimento de embaixadas sejam elaborados.

Donald TrumpIsrael