Palhaços ocupam Orla Morena e mostram que Campo Grande tem público para arte

A “palhasseata” saiu do início da Orla Morena e percorreu todo o calçadão que atravessa a avenida Noroeste, no bairro Cabreúva. Palhaços, malabaristas, pernas-de-pau e tantos outros personagens do circo invadiram a feira que é realizado todos as quintas no local e convidou o público a se juntar àquela correnteza de alegria que tomava conta do espaço público. De crianças a idosos, não tinha quem não abrisse um sorriso largo ao ver a trupe passar. O clima era contagiante na noite de ontem (19), quando começou a 6ª edição da Pantalhaços – Mostra de Palhaços do Pantanal.

No fluxo dos artistas, o público seguiu junto até o palco, montado na arena da Orla Morena. Em pouco tempo, a arquibancada estava lotada, tanto com pessoas que foram especialmente para o espetáculo, quanto por gente que estava na feira e se sentiu atraído pela vibração da “palhasseata”. E assim, o campo-grandense provou que na capital sul-mato-grossense há muito público para consumir arte.

“É gratificante ver essa arquibancada lotada já no primeiro dia da mostra. O retorno é esse, ver que as pessoas querem consumir a cultura”, diz o ator e palhaço Mauro Guimarães, um dos fundadores do grupo teatral Circo do Mato e também um dos organizadores da Patalhaços.

Incentivo 

Primeiro dia da Pantalhaços lotou a Orla Morena | Foto: Mariana Lopes

Esta 6ª edição da Mostra de Palhaços teve o incentivo do Fmic (Fundo Municipal de Incentivo à Cultura), da Prefeitura de Campo Grande. O projeto foi aprovado em 2017, mas só agora a verba foi liberada. A última Pantalhaços foi realizada em 2014, o que aponta uma falha de investimento das gestões públicas na cultura local.

“Ficamos muito tempo sem incentivo para a cultura, isso desmotiva também a classe artística. A Prefeitura está retomando esse fomento agora e sentimos que também era o momento de retornarmos com a Pantalhaços, depois de quatro anos”, pontua Mauro.

Ao ver a arquibancada da Orla lotada, o artista reforça o quanto Campo Grande tem público para a arte, porém, a preocupação é também com os espaços físicos. “Estamos no primeiro dia da mostra e a tendência é que o público aumente a cada dia. No domingo, teremos espetáculos aqui novamente e minha preocupação é se teremos espaço para comportar todo mundo. Precisamos também de investimento voltados para a infraestrutura dos locais”, diz Mauro.

Seja no teatro ou nas ruas, Campo Grande respira uma nova fase cultural, na qual cria-se o público. E sobre esse processo, Mauro também reforça a importância de se ter intervenções artísticas em cada cantinho da cidade. “Se você passa aqui na Orla Morena em um dia qualquer, só vai ver um monte de jovens fumando arguile. Aqui é um espaço lindo, mas precisa de ações. Se não oferecemos cultura, eles vão ocupar este espaço com outra coisa”, ressalta.

A VI Pantalhaços começou nesta quinta-feira (19), com apresentação dos espetáculos “Pequenas Coisas Espetaculares”, com o Palhaço Purunga, de São Paulo, e “Bom Apetite”, com o palhaço espanhol Pepe Nuñez. A mostra segue até a próxima quarta-feira (25). Confira a programação completa da Pantalhaços:

Programação

Sexta-feira / 20 de julho

13h às 17h – Oficina: Iniciação À Arte do Palhaço (Pepe Nuñez)

Local: Circo do Mato

15h – 100 Virtuose 2.0 (Palhaço Challito / MS)

Local: Ceinf Cordeirinho de Jesus

20h – Picadeiro Mágico (Top Circo / MS)

Local: Avenida Manoel da Costa Lima com rua Estevão Ribeiro, na Vila Piratininga

Sábado / 21 de julho

13h às 17h – Oficina: Iniciação À Arte do Palhaço (Pepe Nuñez)

Local: Circo do Mato

16h – Mulheres Sapiens Erectus (Aplausos Cia Teatral / MS)

Local: Teatral Grupo de Risco

20h – H2OBOOM (Mauro Cosenza / Uruguai/Brasil)

Local: Orla Morena

Domingo / 22 de julho

13h às 17h – Oficina: Iniciação À Arte do Palhaço (Pepe Nuñez)

Local: Circo do Mato

16h – Ludicando Por Aí (Palhaço Dentinho / MS)

Local: Teatral Grupo de Risco

19h – Aula espetáculo (Biribinha)

Local: Orla Morena

20h – Cabaré de Palhaç@s

Local: Orla Morena

Segunda-feira / 23 de julho

9h às 11h – Diálogos Abertos – Palhaçaria Feminina (Com Ísis Anunciato, Thathy Dmeo e Sarah Monteath dos Santos)

Local: Circo do Mato

15h – Magia (Turma do Biribinha / AL)

Local: Escola de Tempo Integral Iracema Maria Vicente

20h – Cuidado!! Un Payaso Malo Puede Arruinar Tu Vida (Chacovachi / Argentina)

Local: Orla Morena

Terça-feira / 24 de julho

9h às 12h – Manual e Guia Del Payaso de Rua (Chacovachi)

Local: Circo do Mato

17h – Autômato Programado Para Divertir (Dona Zefinha / CE)

Local: Orla Morena

20h – A Dança Apocalíptica (Teatro Del Camino / Equador)

Local: Teatro Prosa

Quarta-feira / 25 de julho

9h às 12h – Manual e Guia Del Payaso de Rua (Chacovachi)

Local: Circo do Mato

14h às 16h – Diálogos Abertos – Palhaç@s em Tempo de Crise (com João Carlos Artigos / RJ)

Local: Circo do Mato

20h – Cabeça de Nego (João Carlos Artigos / RJ)

Local: Teatro Prosa

Serviço

A mostra Pantalhaços será realizado em diversos pontos de Campo Grande. Anote aí os endereços de cada local:

Circo do Mato: Rua Tonico de Carvalho 263, bairro Amambaí;

Ceinf Cordeirinho de Jesus: Rua Armando Holanda, 246, Conjunto José Abrão;

Comunidade Tia Eva: Rua Eva Maria de Jesus, 273, Jardim Seminário;

Teatral Grupo de Risco: Rua José Antônio, 2170, Vila Rosa Pires;

Escola de Tempo Integral Iracema Mª Vicente: Rua Rotterdan, 2.053, Rita Vieira III;

Orla Morena: Avenida Noroeste, 2210, Cabreúva;

Teatro Prosa SESC Horto: Rua Anhanduí, 200, Centro.


Fale MAIS!

O que você gostaria de ver no MidiaMAIS?
Envie sua sugestão para o e-mail midiamais@midiamax.com.br, ou pelos telefones 67 99965-7898/3312-7422.

E SIGA a gente no INSTAGRAM @midia_mais_