Em Campo Grande, artesã inova Amigurumi com terços de crochê

Os amigurumi são ótimos para a decoração da casa, além de serem versáteis para adquirir qualquer forma, inclusive terços religiosos

Carlos Yukio Publicado em 05/02/2021, às 08h21

- Em Campo Grande, artesã inova no crochê com terços de Amigurumi
Segundo a artista e pedagoga Juliana Coutinho, as peças são o carro-chefe do negócio

Os amigurumi são ótimos para a decoração da casa, além de serem versáteis o suficiente para adquirir qualquer forma. Pensando nisso, diversos artesãos têm se aprofundado na técnica milenar japonesa de crochê para obter uma renda. É o caso da pedagoga e artesã Juliana Coutinho que faz sucesso nas redes sociais com terços em crochê.

Juliana conta ao Jornal Midiamax que aprendeu a arte de fazer crochê bem nova com a avó e sempre gostou desta forma de expressão. No início, os amigurumi eram vendidos para pessoas próximas, mas em 2020, com a pandemia, abriu uma página no Instagram com terços e imagens sacras em crochê. Hoje, tem mais de 12 mil seguidores.

“No Amigurumi, o mais comum são os bonecos, os terços vieram com tudo no ano passado, eu inovei usando outras opções de contas como os corações, as rosinhas, as estrelas nos terços. Fui inovando e criando para ampliar meu leque de opções, com inspirações de fotos, imagens que vejo na internet e até mesmo vou fazendo testes (faço e desmancho) para ver se deu certo, se ficou bom”, conta a artesã.

Com a prática, Juliana diz que cada terço bordado leva um dia para ser confeccionado. O campeão de vendas é o terço de Nossa Senhora da Aparecida. Sobre o sucesso da página Craft in Crochê no Instagram (@craftincroche), a artesã ressalta que é fruto de dedicação diária.

“Eu trabalho e me dedico muito a minha página e a todos meus seguidores diariamente. Tento colocar as melhores fotos e dar o melhor no atendimento ao meu cliente. Sendo que cada seguidor é uma nova conquista”, afirma.

Amigurumi

A palavra Amigurumi é uma junção de palavras de origem japonesa que significa “ami” – “tricô” ou “malha” e “nuigurumi”- “bichos de pelúcia”. Ou seja, podemos traduzir amigurumi como “bichos de pelúcia de tricô”.

Confeccionados geralmente com linhas de algodão, os amigurumis podem ter as mais variadas cores e formatos. Mas eles possuem algumas características que os tornam inconfundíveis: possuem formas esféricas e cilíndricas, e a cabeça e os olhos grandes, evidenciados em relação ao restante do corpo.

Para entrar em contato com a artesã e saber mais sobre o seu trabalho, basta visitar sua página no Instagram (@craftincroche) ou pelo telefone (67) 9824-9019.


Fale MAIS!

O que você gostaria de ler no MidiaMAIS? Envie sua sugestão para o e-mail [email protected], ou pelo telefone (67) 99965-7898. Siga a gente no Instagram – @midiamax

Decoração Instagram mid1 Pandemia