Chapare: o povo conhece e está pronto para mais um vírus entre nós?

A doença causa febres hemorrágicas, com sintomas que se parecem com a dengue e o ebola.

O vírus causador da febre hemorrágica chapare, uma rara doença identificada na Bolívia, pode ser transmitido entre humanos, segundo estudos dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC).

A possibilidade de transmissão de pessoa para pessoa aumenta o risco de propagação da doença, que já causou ao menos quatro mortes nos dois surtos já relatados, em 2003 e 2019.

A exemplo de febres hemorrágicas mais conhecidas, como o ebola, a CHHF pode causar sintomas como febre, dor de cabeça, vômito, diarreia, dores nas articulações, erupções cutâneas e sangramentos nas gengivas – e pode levar à morte.

Até o momento, foram documentados dois surtos do vírus. O primeiro em 2003, resultou em uma morte e ocorreu na província boliviana de Charpare, que deu nome ao vírus. Já o segundo surto relatado, em 2019, teve cinco casos (três deles fatais).

Mato Grosso do Sul recebeu alerta do Ministério da Saúde logo depois que pesquisadores dos Estados Unidos anunciaram a possível transmissão entre humanos, na Bolívia, do vírus chapare. O Estado tem fronteira seca e por água com a Bolívia e o Fala Povo foi ouvir as pessoas se elas já tem conhecimento do vírus do pais vizinho e se o fato do coronavírus ainda sem a vacina, se a população estaria prepara para uma nova onda viral.

BolíviachapareCoronavírusEbolaEstados UnidosFronteiraMato Grosso do SulMinistério da SaúdeVacina