Casillas, ídolo do Real Madrid, anuncia aposentadoria aos 39 anos

Goleiro sofreu um infarto em maio passado, durante treino no Porto

O goleiro Iker Casillas, capitão da seleção espanhola campeã do mundo em 2010, anunciou oficialmente sua aposentadoria  nesta terça-feira (4). O jogador publicou nesta manhã uma carta comovente, em que resume sua trajetória e agradece a todos que o ajudaram durante a carreira. 

“Hoje é um dos dias mais importantes e, talvez, mais difíceis da minha vida esportiva: chegou o momento de dizer adeus”, disse o atleta, na abertura da carta.

Em maio do ano passado, Casillas sofreu um infarto quando treinava no Porto, de Portugal, onde foi jogar em 2015. Desde então, o goleiro não atuou mais.  Antes de defender o clube português,  o goleiro fez carreira no Real Madrid. Foi pelo clube espanhol que obteve as principais conquistas na carreira: dois títulos de Eurocopa (2008 e 2012) e um do Mundial Sub-20. Foram em 1.074 jogos com a presença do goleiro, 167 deles pela seleção espanhola

“Um dia difícil, mas não um dia triste, pois me considero um afortunado por ter chegado até aqui. E não me refiro a títulos, mas sim a parte humana. O importante é o caminho que você percorre e as pessoas que o acompanham, não o lugar que o destino te reserva, porque que com trabalho e esforço [o destino] vem sozinho e acho que posso dizer, sem hesitar, que esse foi o caminho e o destino dos sonhos”.

A repercussão foi imediata nas redes sociais. O primeiro a homenagear o goleiro foi o Porto.

Em julho deste ano, Casillas retornou ao Real Madrid, não mais como atleta, mas sim para assessorar o presidente do clube, Florentino Pérez.

“O meu percurso no futebol profissional começou há 30 anos, foi um caminho longo e, como todos os caminhos, teve momentos bons e menos bons, alegrias, mas também tristezas. Neste momento da minha vida, e em retrospectiva, posso dizer sem lugar para dúvidas que valeu a pena”.

Também pelo Twitter, o clube espanhol destacou defesas espetaculares do goleiro.

Aposentadoriaesp1eurocopaFutebolPortugalReal MadridTwitter