Cancelada por causa do coronavírus, Liga das Nações de Vôlei terá Campo Grande como sede em 2021

Disputas serão realizadas de 4 a 6 de julho; atual campeão, time da Polônia virá à cidade ao lado de China, Bulgária e da seleção do Brasil

A CBV (Confederação Brasileira de Voleibol) confirmou nesta quarta-feira (1º) que Campo Grande está garantida como sede de uma das etapas da Liga das Nações em 2021. O torneio, agendado para este ano, serviria para reinauguração do Guanandizão, mas foi adiado por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Conforme ofício encaminhado à Prefeitura de Campo Grande pela Federação de Voleibol do Estado, o Ginásio Avelino dos Reis (Guanandizão) foi solicitado para sediar a disputa nos dias 4, 5 e 6 de junho de 2021, nos moldes do que estava previsto neste ano.

Já as equipes que estarão na cidade para a disputa mudaram. Neste ano, Alemanha, Itália, Rússia e Brasil participariam dos jogos. No ano que vem, estarão por aqui a atual campeã mundial, a Polônia, além de China, Bulgária e da seleção brasileira.

A competição marcaria não só o retorno do time do Brasil a Campo Grande depois de 17 anos –a última visita, durante a Liga Mundial de 2004, teve a vitória contra Portugal–, mas também a entrega do Guanandizão, que estava interditado desde 2013.

As obras devem ser concluídas em agosto deste ano e permitirão que mais de 20 mil pessoas, em três dias de disputa, acompanhem os jogos. O serviço é feito em parceria entre prefeitura e Governo do Estado.

O piso do ginásio foi todo substituído, com instalação de pavimento emborrachado de poliuretano (material elástico e durável) e adesivos de alto desempenho, com piso de tacos ao redor. O teto do ginásio, que registrava muitas goteiras, foi reformado, ao passo que as arquibancadas foram tratadas e pintadas –cadeiras foram trocadas.

AlemanhaCBVChinaCoronavírusCovid-19Governo do EstadoGuanandizãoitáliaLiga das NaçõesPandemiaportugalPrefeitura de Campo GrandeRússiaSeleção BrasileiraVitóriaVôlei